Contactos

Agil BrookersImoveis - imóveis ao seu alcance.

  • Pessoa de contato: Herminio
  • Telefone: +55 (11) 98389-30-15, salgado
  • +55 (11) 97492-95-93, salgado
  • +55 (11) 4828-67-41, salgado
  • MSN: herminios.ahsp@gmail.com
  • Endereço postal: Avenida Marques de São Vicente, Barra Funda, São Paulo, 01139-001, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

JORNAL DO IMÓVEL

JORNAL DO IMÓVEL
Índice que corrige aluguéis aumenta e fica em 0,25% em janeiro

12/02/12 20:00

Agência Brasil

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 0,25% em janeiro ante uma queda de 0,12% em dezembro. Nos últimos 12 meses, a taxa acumula alta de 4,53%.O IGP-M serve como base de cálculo na correção de aluguéis, entre outros reajustes.

Dois dos três subcomponentes do índice apresentaram aumento no ritmo de elevações: o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que passou de 0,71% para 0,97%, e o Índice Nacional de Custo da construção (INCC), com alta de 067% ante 0,35%. No acumulado desde janeiro do ano passado, o maior impacto foi provocado pelo custo da construção, com alta de 7,9%, puxada, principalmente, pela mão de obra, que de janeiro de 2010 a janeiro de 2011 aumentou 11,44%.

Já o IPC subiu 6,05%, em 12 meses, e o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que reflete a evolução no setor atacadista, apresentou aumento de 3,48%. Em janeiro, no entanto, o IPA deu sinais de recuperação, embora tenha mantido variação negativa. A taxa passou de -048% para -0,07%.

Os itens desse grupo de despesa com maior influência sobre o IGP-M foram: soja em grão (de -3,53% para 3,37%), milho em grão (de -7,04% para 5,21%), mandioca (de 0,34% para 15,08%), feijão (de 0,41% para 9,75) e farelo de soja (de -4,14% para 5,05%).

No IPC, os aumentos mais significativos foram os do tomate (de -7,55% para 19,87%), de cursos de ensino superior (de 0,00% para 4,36%), de ensino fundamental (de 0,00% para 6,33%) e de ensino médio (de 0,00% para 6,37%), e de tarifa de ônibus urbano (de 0,00% para 1,62%).

No INCC, as elevações de destaque foram: ajudante especializado (de 0,53% para 1,2%); servente (de 0,50% para 1,01%); carpinteiro (de 0,43% para 0,89%); pedreiro (de 0,41% para 0,78%) e engenheiro (de 0,38% para 1,05%).

FONTE: www.jurisway.org.br.

Notícias anteriores
JORNAL DO IMÓVEL
JORNAL DO IMÓVEL

05/02/12 20:00

Imóveis no ABC são em média 40% mais baratos e com a mesma qualidade. Que na cidade de São Paulo.
JORNAL DO IMÓVEL
JORNAL DO IMÓVEL

05/02/12 20:00

04/02/2012 - 08h00 SP lança número recorde de escritórios em 2011 PUBLICIDADE DE SÃO PAULO
JORNAL DO IMÓVEL
JORNAL DO IMÓVEL

12/01/12 20:00

O QUE FAZER SE A ENTREGA DO IMÓVEL ATRASAR